Primary Navigation

como-é-feito-o-vidro

Como é feito o vidro?

Você já parou para pensar como é feito o vidro? Afinal de contas, como é o processo de fabricação do vidro e o que o torna um material único? No artigo de hoje vamos de onde vem o vidro, quais são suas matérias primas e o que torna essa matéria em um elemento que até hoje causa curiosidade em pesquisadores e cientistas.

Como a areia é transformada em vidro?

O vidro é único e foi descoberto por acaso, quando alguns viajantes perceberam que surgia um líquido viscoso das fogueiras que eles faziam em algumas praias. Após esfriar, esse líquido endurecia e apresentava-se com um aspecto cristalino e inusitado até então. Depois, descobriu-se que a matéria prima do vidro consistia, principalmente, em areia (de onde vem a sílica), sódio (barrilha ou carbonato de sódio) e o calcário (de onde se extrai o óxido de cálcio).

Ao estudar como é feito o vidro, observa-se que a sílica representa a maior parte e é a principal matéria prima da composição do vidro; a barrilha é a segunda matéria prima mais importante na fabricação do vidro – pois fica responsável por baixar o ponto de ebulição da sílica e facilitar seu derretimento. O óxido de cálcio garante a capacidade de o vidro resistir à água e intempéries e por isso é o terceiro material principal da lista.

Esses três elementos citados acima são as principais matérias-primas do vidro, mas a composição do vidro conta ainda com o óxido de alumínio (alumina) e, no caso de vidros com tonalidades, acrescenta-se corantes específicos. Todo esse material é misturado e encaminhado para fornos com temperaturas altíssimas até que se derretam e se transformem em um líquido viscoso e brilhante.

Importante destacar que os vidros quebrados (oriundos da reciclagem ou restos de fabricação) podem ser encaminhados aos fornos junto com as matérias primas do vidro. Essa, aliás, é uma das magias do vidro, pois o material é reciclável em sua totalidade, o que significa que 01 tonelada de vidro quebrado resultará em exatamente 01 tonelada de vidro novo, pronto para uso.

Como é feito o vidro plano?

Após derretido o líquido é despejado em um banho de estanho, onde se acomodará e dará forma ao vidro plano, transparente e cristalino. Isso acontece porque o estanho e a massa vítrea não se fundem – feito água e óleo – o que faz com que essa massa flutue no banho e adquira a forma plana comumente conhecida. No caso de utilização do vidro para outros fins, a massa derretida pode seguir direto para moldes específicos.

O vidro plano ainda passará pelo recozimento – ou seja, esfriamento lento em temperatura ambiente – antes de ser disponibilizado ao mercado. É a partir do vidro plano (comum) que a indústria vidreira dá vida aos mais diversos tipos de vidros disponíveis no mercado, como o vidro temperado, vidro laminado, dentre outros.

Veja mais curiosidades sobre a fabricação do vidro

Ainda falando em como é feito o vidro, a estrutura molecular do elemento intriga os pesquisadores até hoje. De acordo com os registros, o vidro não pode ser classificado nem como um material sólido, nem como um material líquido. Isso acontece porque, mesmo após resfriado, o vidro continua não apresentando simetria em sua composição molecular – situação que normalmente ocorre em estruturas sólidas cristalinas.

Essa particularidade causa espanto nos cientistas e estudiosos da área, pois afinal de contas, o vidro é líquido ou sólido? Atualmente o vidro é considerado como um material sólido não cristalino, ou sólido amorfo.

E então? Entendeu melhor como é feito o vidro? Acompanhe nosso blog e redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece no universo arquitetônico e se manter informado sobre o segmento. E sempre se lembre de procurar consultorias especializadas para evitar que o barato saia caro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *